Atividades de Extensão

 

EM BREVE NOVAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO

 

Atividades encerradas:

 

PET – letras discute: teoria literária

O grupo de discussão tem em vista promover debates entre alunos dos cursos de Letras e interessados na área de literatura, especificamente teoria literária. O grupo surgiu da necessidade sentida pelos graduandos de um ambiente instigante de troca de idéias sobre o tema, do qual, devido à sua ampla possibilidade reflexiva, muitos aspectos não são abordados ou aprofundados em sala de aula. Os encontros ocorrem todas as quartas-feiras, das 18h às 20h, na Sala do PET – letras, 221, Bloco A da CCE, e é aberto a todos que queiram participar.

Oficina de tradução

A Oficina de tradução abre-se a um campo de discussão de textos sobre tradução, que compreende não somente teorias que tratam da tradução, como fenômeno específico da linguagem, mas como lugar privilegiado para pensar a própria a linguagem. Ademais, através da prática tradutória, busca incitar à experiência da tradução, e por conseguinte ao confronto, necessário ou não, entre teoria e prática. Parte-se assim de duas vertentes, cujas fronteiras são sempre difíceis de determinar: a experiência constitutiva de teoria, e a teoria constitutiva da experiência. As experiências de tradução são publicadas no blog oficinadetraducao.blogspot.com.Os encontros ocorrem às quartas-feiras, das 10h 30 às 12h, na Sala do PET – letras, 221, Bloco A do CCE, e é aberto a todos que queiram participar.

Programa de leituras:

Sobre os diferentes métodos de tradução, de F. Schleiermacher; 27/04 – 04/05As versões homéricas, de Jorge Luis Borges; 11/05Hölderlin, ou a tradução como manifestação, e Chateaubriand, tradutor de Milton, in A tradução e a letra, ou o albergue do longinquo, de Antoine Berman; 01/06Aspectos lingüísticos da tradução, de Roman Jakobson, 08/06 A tarefa do tradutor, de Walter Benjamin; 15/06A farmácia de Platão, in Disseminações, de Jacques Derrida; 22/06 e 29/06A essência da linguagem, in A caminho da linguagem, de Martin Heidegger, 06/07

Subtrópicos: caderno cultural

O caderno cultural Subtrópicos busca promover discussões sobre cultura, sociedade, política, poesia e arte, a partir do paradoxo da ilha; do deslocamento, massa de terra desprendida, cercada pelo mar, cujo lugar de pertença é suspenso desde sua condição geográfica; grafia, portanto, de terra sobre a terra, a que se liga necessariamente por um corte. Desse difícil lugar surgem os temas que compõem o Caderno: do poema à dança do ensaio; da identidade a constituir à identidade constituída; do bate-papo à beira da praia à Universidade cindida em sua faina de setorizações. As edições do Caderno têm sido publicadas em meio digital, ao menos provisoriamente, com periodicidade semestral. A idéia é, paulatinamente, diminuir os intervalos entre as edições, até que elas se tornem mensais.

Documentário Universidade paralela

O documentário Universidade paralela, em fase de produção, registra depoimentos de pessoas que trabalham no campus da UFSC, mas não estão formalmente ligados ao quadro da universidade (camelôs, livreiros, lavadores de carro, operadores de máquinas fotocopiadoras, etc.). A ideia é que os entrevistados falem um pouco sobre a própria trajetória, sobre como chegaram à UFSC e sobre o que pensam da universidade, de seus alunos, servidores e professores. O objetivo é dar visibilidade e voz a indivíduos que, a rigor, integram a UFSC e a constroem, embora não sejam oficialmente reconhecidos nesse papel.Uma vez concluído, pretende-se divulgar o documentário no sítio da Revista Subtrópicos e na TV UFSC.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s